INDÍCIOS CONTÍNUOS é uma performance imersiva que se propõe a colocar o público em contato com outras percepções espaciais e sensoriais por meio de impulsos luminosos e desenhos de ondas de baixa frequência sonora (OBFS). Luz e som percorrem o corpo e apresentam novas experiências sensitivas ao atuarem diretamente no tato, na visão e na audição com OBFS, quase inaudíveis, mas palpáveis, percebidas pela pele.

Na performance ocorre uma narrativa que convida para a reflexão sobre o atual

momento político. Nela, as artistas Camille Laurent e Stefanie Egedy criam uma narrativa sensível que segue uma lógica pré-estabelecida entre ambas.

O desenrolar dos acontecimentos no país ilustra como a ordem e o progresso se manifestam como diretrizes organizacionais frageis e incoerentes com o contemporâneo. Cada vez mais, esta visão de mundo se choca com o que acontece nas ruas. Nesse contexto, a idéia de desenvolvimento contínuo e linear vem perdendo a sua potência de imposição. Em INDÍCIOS CONTÍNUOS, por meio da intensidade da luz e do som, de um discurso não linear, da experiência do contraste e da pós-imagem, o público dialoga com a possibilidade de criação de um imaginário, fruto de uma narrativa sensível.

foto: Bia Ferrer _ Visual Content